• Dra.Andrea Pereira

O que comer após uma indigestão? O que pode causá-la e como se alimentar após uma indigestão?

Adaptada da matéria escrita por AMANDA VENTORIN


Sabe aquela dorzinha chata, incômoda, no estômago? É a indigestão. Você geralmente se sente “estufada”, com enjoos, vômitos e até mesmo sonolência. Conhecida também como má digestão ou dispepsia, ela afeta cerca de 20% da população mundial e geralmente seus sintomas parecem cerca de 15 minutos após a refeição.






Ela pode ser causada por alguns alimentos como refrigerantes, café, alimentos gordurosos, alimentos com alto teor de carboidratos. Comer depressa demais sem mastigar direito os alimentos também pode causar uma indigestão, assim como beber exageradamente durante as refeições.

“Em um estudo de 2016, mais de 30% dos pacientes com dispepsia relataram que bebidas gaseificadas, carnes vermelhas, salsichas, frituras, café, massas, laticínios como leite e queijo, doces, pimenta, frutas como banana, abacaxi e laranja, pepino, feijão, pão e alimentos condimentados foram associados a piora dos sintomas. Por outro lado, <10% dos pacientes com sintomas relataram arroz, peixe, frango, pêra, melão, alface, couve-flor, brócolis e tomate."compartilha a médica nutróloga, Andrea Pereira. "Quando houver úlcera associada, mais de 30% dos participantes desse estudo de 2016 relataram que alimentos contendo trigo, frutas cítricas, bebidas carbonatadas, maionese, frituras, café e pimenta como causa dos sintomas de dispepsia. "


Quais alimentos podem ajudar na má digestão?


Existe uma maior recomendação para uma dieta mediterrânea incluindo um alto consumo de azeite, alimentos ricos em fibras, leite ou laticínios, além de um baixo consumo de carne ou produtos à base de carne. Nos últimos anos, esse regime alimentar tem sido proposto como uma dieta protetora da saúde porque as populações que o adotaram apresentam uma notável redução na mortalidade por todas as causas, especialmente por doenças cardiovasculares e câncer, e quando comparados aos Estados Unidos ou ao Norte Países europeus.

Os efeitos de uma dieta sem glúten ou uma dieta com baixo teor de FODMAPs são controversos, precisando de mais estudos científicos. As seguintes recomendações podem ajudar também: comer devagar, evitar grandes quantidades de líquidos durante as refeições, evitar gorduras, bebidas alcóolicas e açucaradas, e alimentos com cafeína.


ALIMENTOS:

  1. Amêndoa: Melhora esvaziamento gástrico e melhora dos sintomas;

  2. Óleo de hortelã-pimenta: Ação antiemética, colerética e espasmolítica; e melhora dos sintomas;

  3. Gengibre: Melhor esvaziamento gástrico; motilidade gástrica melhorada; redução de náuseas e vômitos; e inflamação reduzida

  4. Alcaravia: Ação antiemética, colerética e espasmolítica; e melhora dos sintomas;



Leia mais em: https://boaforma.abril.com.br/alimentacao/o-que-comer-apos-uma-indigestao/