top of page

Usar ou não usar o aspartame?

No dia 14/07/23 o Estadão publicou a máteria de Thais Manarini e Rafaela Ferreira, onde eu participei, sobre a classificação do aspartame como uma substância potencialmente possivelmente cancerígena, pela Organização Mundial da Saúde(OMS).





Recentemente, a OMS colocou o aspartame entre a lista de substâncias potencialmente cancerígenas, não sendo uma surpresa para a comunidade científica. Existem alguns estudos, principalmente em animais, sobre quantidades altas de aspartame levando a alguns tipos de câncer. Um estudo em humanos, demonstrou um potencial risco para câncer de fígado.

Embora, não podemos afirmar um risco direto entre o uso de aspartame e câncer, mais de 5000 produtos industrializados, principalmente, considerados diet ou light, contém aspartame. Esses produtos ultraprocessados, já sabidamente, tem um potencial cancerígeno, portanto a presença do aspartame, seria um dado a mais em riscos.

A prevenção do câncer, associada a estilo de vida, é demonstrada através do consumo de verduras, legumes, frutas, fibras, pouco açucar, sal e bebida alcóolica, além da prática regular de atividade física. Portanto, o consumo desses produtos industrializados contendo aspartame, mesmo diet e light, não estavam presentes nessa lista para prevenção.

Logo, prefira um estilo de vida saudável como menos processados e ultraprocessados, assim você não errará o caminho, nem a dose. Respondendo a pergunta inicial, você pode consumir produtos com aspartame, mas não devem ser a base da sua dieta, nem com exageros. Descasque mais e abra menos pacotes e latas!




Link: https://www.estadao.com.br/saude/oms-classifica-aspartame-como-possivelmente-cancerigeno-e-hora-de-parar-de-consumir/

Comments


bottom of page