• Dra. Andrea Pereira

Colesterol, Dietas E Atividades Físicas

Várias causas para o aumento do colesterol, como doenças genéticas, tendência familiar e fatores predisponentes, como obesidade e tabagismo.


Há várias causas para o aumento do colesterol, como doenças genéticas, tendência familiar e fatores predisponentes, como obesidade e tabagismo. Porém, o mais importante é entendermos como reduzi-lo, com uma dieta adequada e a prática de atividades físicas.

O colesterol é uma gordura ruim para o organismo, quando está em excesso, acumula nos vasos sanguíneos, formando placas de gordura que fecham a sua luz, predispondo a formação de trombos. Os trombos fecham os vasos, tirando a irrigação sanguínea de algum órgão ou tecido, e podem se destacar e entupir vasos à distância, impedindo também a chegada do sangue. Quando isso ocorre no cérebro, temos os derrames, quando ocorre no coração, os infartos. Por isso, o colesterol aumentado é um grande vilão. E, quando temos doenças como pressão alta, diabetes, obesidade, aumentamos ainda mais o risco para complicações graves.

Só os “gordinhos” tem colesterol aumentado? Não, pessoas magras podem ter colesterol aumentado, mesmo com uma dieta adequada, com frutas e verduras, podemos ter aumento do colesterol, como uma tendência familiar ou alguma doença.

Todo tipo de gordura aumentada no sangue é ruim? Não, o HDL é um tipo de gordura protetora, ao contrário do colesterol, ele limpa a parede dos vasos, prevenindo a formação de placas. Por isso, quanto mais alto o HDL melhor, e quanto mais baixo pior, ao contrário do colesterol.


Como tratar o colesterol alto?


Dependendo dos seus níveis precisamos entrar com medicação, devido o risco de complicações, como infarto e derrame.

Porém, o exercício é recomendado para TODOS, porque a atividade física reduz o colesterol e aumenta o HDL. As atividades aeróbicas, como o ciclismo e a corrida, contribuem mais para esse efeito benéfico. E, se eu não tenho colesterol aumentado? Também sentirei esse benefício, basta comparar medidas antigas de colesterol com as depois do início da atividade física( após algumas semanas de modo regular), você verá a diferença e, caso isso não esteja ocorrendo, converse com o seu médico e com seu treinador, porque, talvez, seu treino precise de algumas alterações, como um aumento no volume ou na intensidade. Ou talvez, você precise ser mais assíduo.

Quanto à dieta, além de evitar as gorduras vazias e as trans, contidas nas frituras, salgadinhos, algumas manteigas e margarinas, bolachas, etc. Devemos comer mais fibras, verduras, legumes e frutas que reduzem a absorção intestinal de gorduras. E, aumentarmos a ingesta de ômega 3 (que baixa o colesterol e aumenta o HDL) contido nos peixes (salmão, sardinha, atum, etc) e nos azeites e, até mesmo, podemos tomar cápsulas de 500 a 1000mg.

Para finalizar o tratamento, se você fuma, não tem jeito, precisa largar o cigarro. Quando der aquela vontade de fumar pegue o seu tênis e vá correr no parque, na USP, com os amigos, é um modo muito mais saudável de ficar tranqüilo e relaxado, além de mais bonito e bem humorado.

Qualquer dúvida entre em contato, terei o maior prazer em respondê-la.