Home

 

Obesidade

julho 14, 2013 at 6:49 pm | blog, featured, portfolio



A obesidade é uma doença crônica, que vem assumido formas de epidemia mundial nos últimos anos. O número de adultos e crianças que sofrem dessa doença tem aumentado em todo o mundo, e as estimativas é de grande crescimento para os próximos anos.

Com o aumento da carga horária de trabalho, temos nos tornado cada vez mais sedentários, ou sentados ou em pé o dia todo, porém não realizando nenhuma atividade física regular. Além disso, os horários de alimentação ficam muito restritos, com grandes períodos sem comer e, quando comemos dispomos de pouco tempo.

Em termos econômicos, a comida saudável, também é mais cara, por exemplo, o que é mais barato, um suco natural ou um refrigerante? E qual deles é mais fácil de encontrar, nos ambientes fora de casa?

Mas, a principal característica dos nossos hábitos alimentares vem de casa, da nossa família. Há famílias que nunca comem verduras, frutas, saladas, que bebem pouquíssima água, que não fazem nenhum tipo de atividade física. A pessoa acostuma com esses hábitos errados e sedentários e como mudar na idade adulta? Todos sabemos o quanto é difícil a mudança de hábitos.

Para complicar mais ainda a doença obesidade, há uma tendência genética. Podemos ver famílias inteiras de obesos.

A obesidade acomete mais as mulheres, mas os homens tendem a ter mais gordura visceral (a famosa barriga masculina) que apresenta mais conseqüências prejudiciais a saúde e mais dificuldade de ser perdida.

Essa doença leva e piora outras doenças, então deve ser tratada para melhorarmos a nossa qualidade de vida e reduzirmos riscos. Além disso, esteticamente, o obeso sofre muito preconceito e dificuldade de encontrar empregos e até obter promoções.

O tratamento da obesidade é complicado porque deve atuar em todas as suas causas:

  • Remédios:Apresentam indicações precisas, senão os resultados não são nem satisfatórios, nem duradouros (efeito sanfona). Sua duração pode ser curta ou prolongada, como qualquer doença crônica.
  • Cirurgia:Há vários tipos de cirurgia para a perda de peso, envolvendo estômago e intestino. Como os remédios, a cirurgia também apresenta indicações precisas para ter o melhor resultado com o mínimo de risco. Como os métodos cirúrgicos interferem na absorção dos nutrientes, esse paciente deve ter acompanhamento médico e nutricional pelo resto da vida, pelo menos uma vez por ano, ele precisa ser submetido a exames específicos e ter a sua alimentação orientada.
  • Mudança de Hábitos:Esse com certeza é a parte mais difícil do tratamento, mas é algo que deve ser associado aos remédios e a cirurgia. Sem essa mudança a perda e manutenção do peso não é possível. Você pode perder 30 kg,porém se retornar aos seus hábitos alimentares errados, o seu peso voltará mais rápido do que você perdeu. Todos sabemos como perder peso é difícil e ganhar é fácil.

    Não há escapatória, a mudança alimentar é necessária na obesidade. Como também a prática de exercícios físicos, de forma regular.

    O exercício físico deve ser bem orientado para evitarmos lesões, principalmente, quando o peso está muito elevado. O exercício deve ser algo prazeroso, uma vez que deve ser praticado pelo resto da vida, então o ideal é buscar algo que você goste.

    O mesmo vale para alimentação, o segredo não é passar fome, basta você lembrar de alguém magro que você conhece, ele não está sempre comendo? Comer pouco e mais vezes. Você pode comer de tudo desde que não exagere. Lógico, que as frutas, verduras e saladas tem que fazer parte do cardápio, como também,os produtos integrais e os peixes.

Apenas 1% dos obesos tem algum problema de saúde que os fazem engordar, 99% comem errado. Você pode até comer pouco, mas se comer apenas coisas que engordem, você irá engordar.

A obesidade é uma doença de difícil tratamento, mas pode ser controlada, basta você procurar um profissional consciente e preparado que lhe ajude a perder peso de forma gradual, saudável e duradoura.

<< Voltar

 
Portuguese PT English EN Spanish ES French FR German DE